segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

Papel do prof de Ensino Especial

É importante nunca perder de vista que o responsável pela aprendizagem do aluno portador de deficiência é o professor da disciplina, responsabilidade que, em momento algum pode ser delegada no professor de Ensino Especial.
Assim, o professor do Ensino Especial é apenas um professor de apoio e que, por isso, apenas lhe compete dar apoio ao professor regular na especificidade daquela deficiência. O aluno com deficiência visual deve receber a mesma atenção que aos demais alunos da turma e o mesmo apoio. Deve haver uma frequente comunicação, sobre os progressos ou problemas do aluno, entre o professor titular da disciplina/turma e o professor do ensino especial.O professor do Ensino Especial deve receber com alguma antecedência: os textos, testes e de outros documentos que seja necessário transcrever para Braille ou para caracteres ampliados.Compete ao Professor de Educação Especial:
· Proporcionar os apoios necessários para que a criança possa ter sucesso escolar;
· Dar apoio ao professor do ensino regular, respondendo às suas dúvidas;
· Fazer eventuais sugestões ou demonstrar modos de procedimento que possam conduzir a melhores resultado;
· Adaptar os materiais didácticos;
· Pôr à disposição da criança todos os utensílios e equipamentos específicos de que necessite:
· Assegurar ele próprio, ou fazer com que seja assegurada, através do apoio pedagógico personalizado, a possibilidade de recuperação ou apoio complementar nas matérias que o aluno tenha mais dificuldade em assimilar na turma.
· Servir de elo de ligação entre a casa e a escola.
Assim, são necessários empenhamento, trabalho em mútua colaboração e entendimento entre os dois professores.
A presença do aluno portador de deficiência na turma deve ser um bom pretexto para incrementar o desenvolvimento de um grande leque de valores ligados à cidadania, nos colegas da turma e da própria escola.

2 comentários:

  1. Olá Clara! Obrigado pelo teu blog. Tenho muito para aprender... Já agora: para quando aquele "mini-curso" de Braille? :)
    Francisco Coelho

    ResponderEliminar
  2. Este seu desempenho não me admira nada, a Clara nasceu para ensinar e estar com alunos,nunca me canso de falar em si relativamente ao meu filho Renato foi um anjo vindo do ceú, que ajudou com dedicação os seus alunos. Nunca se canse de ser quem é.Só lhe posso desejar muitas felicidades e força pelo seu maravilhoso trabalho.

    ResponderEliminar